Prefeitura demole pista de skate de rua

Em menos de uma semana, duas pistas foram destruídas na capital gaúcha.

Moradores do bairro Farroupilha foram surpreendidos em novembro de 2021 ao se depararem com a destruição de uma pista de skate comunitária construída embaixo do Viaduto Imperatriz Leopoldina.  Um grupo de homens junto com um caminhão da antiga SMAM, agora SMAMUS – Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade de Porto Alegre, esteve no local com marretas destruindo a estrutura da pista.

Ao procurar a prefeitura para um esclarecimento, as Secretarias Municipais de Segurança (SMSEG), Obras e Infraestrutura e Esportes, Lazer e Juventude afirmaram não ter conhecimento da ação. Já o Departamento Municipal de Limpeza Urbana – DMLU confirmou a ocorrência da ação mas não soube justificar.

Após mais tentativas de contato, a assessoria da prefeitura explicou que, após a instalação da rampa sem a autorização da administração municipal, a prefeitura conversou com os skatistas e autorizou a remoção.

A pista foi construída por um grupo de skatistas que já atuavam criando obstáculos de skate pela cidade, conforme a modalidade streetO jovem Victor Correa enfatizou a importância da pista para a comunidade: “Bastante gente vai junto para ajudar, o pessoal tá se conscientizando que temos que nos unir e sempre fazer por nós mesmos para o skate de Porto Alegre.” A pista Brooklin, como ficou conhecida as rampas do viaduto Leopoldina, era utilizada principalmente por jovens.

O incidente não foi um caso isolado. Na manhã do dia 10 de novembro de 2021, foram retirados, sob ordem da prefeitura e da construtora Cyrela, os obstáculos de skate da praça Benjamim Constant. O local já foi palco de diversas competições e eventos, além de ser um ponto tradicional do skatismo em Porto Alegre. No entanto, o projeto de revitalização da praça não incluía a prática de skate.

Após a pressão dos skatistas, o vereador Matheus Gomes (PSOL) publicou em suas redes sociais que, após conversar com Sebastião Melo, o prefeito se comprometeu a trabalhar na reconstrução dos obstáculos.

Recentemente foi inaugurado o novo trecho da Orla do Guaíba, com a maior pista de skate da América Latina e infraestrutura para as modalidades park e street. No entanto, os episódios de desmonte das pistas vão de encontro ao incentivo do esporte e cultura.

Confira a nota da prefeitura na íntegra:

“Após instalação sem anuência da administração municipal, a prefeitura dialogou com os skatistas e autorizou, no final do mês de outubro, a rampa do viaduto Imperatriz Dona Leopoldina. A sua retirada aconteceu nesta terça-feira após o setor de fiscalização não identificar a autoria da construção do espaço. Ao tomar conhecimento, o prefeito Sebastião Melo determinou a reposição da rampa no mesmo local.”

Fonte: PUC-RS.