Tutorial de desenho: pontilhismo

MACKENZIE

pontilhismo

Olá, galera! Estamos de volta com mais um tutorial de desenho, e dessa vez trouxemos a continuação do tutorial anterior, em que ensinamos a como criar uma sombra esfumada. Hoje, será sobre uma sombra feita com pontos: o pontilhismo.

Primeiramente, ninguém nasce desenhando! Se você quer desenhar e não sabe, não desista tão fácil. O necessário é apenas prática, paciência e técnicas que ensinaremos aqui.

Esse tipo de técnica é utilizada por muitos artistas, e principalmente tatuadores. São feitos vários pontinhos para criar o efeito de sombreado.  É bem trabalhoso, mas o trabalho final fica incrível. De uma olhada nessas artes:

sombra

sombra

Nem parecem vários pontinhos, não é mesmo? Então aqui vamos nós, e se gostou ou tem alguma dica para nós, comente!

TUTORIAL DE PONTILHISMO

Para começar, pegue materiais que terá que utilizar:

  • Lápis;
  • Borracha;
  • Caneta preta ou marcador de ponta fina (mais preciso);
  • Régua (se necessitar).

Vamos criar esse tipo de sombra em uma caixa. Assim, poderemos analisar que a quantidade de pontos colocados é essencial para este efeito.

1- Desenhe a caixa com um lápis e depois passe caneta/marcador por cima, apague o rascunho após o contorno. Ficará assim:

2- Comece a fazer vários pontos onde deseja criar a sombra, de preferencia uniformes, para dar um resultado mais bonito.

3- Onde desejar o efeito de sombra mais escura, faça mais pontos.

4- Continue fazendo pontos até ficar satisfeito com o efeito que conseguiu.

pontilhismo

Lembre-se que esta técnica é uma das mais demoradas de sombra, portanto, exige muito treinamento e paciência.

O próximo passo é explorar outras formas (esfera, cilindro, pirâmide) para conhecer dimensões e melhorar a perspectiva.

Para isso, trouxemos também uma paleta que pode te ajudar na hora de praticar e entender sobre a quantidade de pontos e seu efeito:

No próximo tutorial vamos ensinar a técnica de mais uma sombra, não perca! 😀

Por hoje é isso, pessoal! Até mais!

Texto: Letícia Stankevicius.

Fonte: Mackenzie