Quarentões se rendem aos aplicativos

METODISTA

Quarentões se rendem aos aplicativos

Com a evolução dos smartphones nos últimos anos e sua tendência voltada para os mais jovens, o mercado surpreende com um público que até então parecia não fazer uso dessa tecnologia. Os quarentões absorveram parte da demanda e hoje realizam diversas atividades com seus aparelhos móveis.

É o caso do fabricante de cerveja Valdinei Pereira, 43. Seu aparelho é aplicado para fins comercias. “Utilizo meu celular para quase todas as minhas atividades, transações de banco, informações do cotidiano e principalmente as redes sociais para a divulgação dos meus produtos e comunicação com meus amigos e familiares.”

O smartphone possibilita também até discussões e bate-papo. Reuniões de famílias se tornaram motivos para atualizações dos perfis nas redes sociais e até mesmo utilizadas como ferramenta de trabalho e práticas de exercícios.

“Hoje em dia utilizo aplicativos para correr. Melhora meu rendimento e aproveito para destacá-los nas redes sociais com minha esposa, e o WhatsApp se tornou uma forma de obter informações do meu trabalho”, conta o metalúrgico Aparício Fontes, 43.

Os jogos de diversos tipos também fazem parte do novo mundo das avós. Baralho e puzzle são muito utilizados em qualquer hora e lugar. “Eu me divirto muito e ainda compartilho com minhas amigas os resultados dos jogos. Para mim é uma forma de distração, mas sei que virou um vício”, relata a dona de casa Janice Cruz, 58.

Com a tendência crescendo, o mercado de aplicativos disponibiliza variações no conteúdo para prender o público mais velho. Serviços de bancos, jogos e redes sociais são os mais utilizados. Candy Crush, um jogo de combinações de cores e doces, ficou muito famoso entre os mais velhos, assim como o Facebook.

Com a ajuda de filhos e netos, a geração mais antiga aproveita para aprender e desenvolver até mesmo os mais complexos aplicativos, interagindo com músicas e séries de televisão.

Um exemplo disso é o Spotify, aplicativo de streaming para músicas, em que é possível ouvir listas com sucessos antigos, desde MPB até Rock. Conquistou o gosto dos quarentões.

Texto: Pedro Henrique Alves Martins

Fonte: Metodista