Pieces of a Woman: O luto de uma mãe

Vanessa Kirby concorre ao Oscar de Melhor Atriz pelo papel de Martha Weiss.

Gerar uma vida é algo lindo, a união e o amor de um casal que cria uma nova vida que irá acompanhá-los pelo resto de seus dias. Infelizmente o filme Pieces of a Woman traz o lado trágico da gravidez de uma forma delicada. A obra representa a dura realidade do luto de uma mãe que perde sua filha no parto.

O drama começa pela decisão do parto em casa, quando a bolsa de Martha (Vanessa Kirby) estoura e a parteira, ocupada com outra mãe, envia outra mulher de sua confiança, Eva (Molly Parker) à casa do casal. Tudo parece estar ocorrendo bem e o trabalho de parto natural dura cerca de 20 minutos, quase que colocando o telespectador a sentir o que a personagem sente ao assistir aquela cena longa e dramática, que quebra tabus ao mostrar com naturalidade este momento na vida de uma mulher. Entretanto, a parteira percebe uma possível arritmia, que pode significar que o bebê está em sofrimento. Ela alerta apenas o pai, Sean (Shia LaBeouf), da necessidade de chamar uma ambulância, mesmo que Martha não queira ir ao hospital.

Yvete nasce aparentemente saudável, até que Eva percebe que a bebê tem problemas e acaba por não resistir. Isto engatilha a trama principal, o luto.

O enredo é trágico e delicado, a narrativa pergunta: quem é o culpado pela morte da bebê Yvete? O filme gira em torno dessa pergunta, do drama de uma mãe de luto que carrega a dor e a sensação de culpa, expondo o julgamento da sociedade e a falta de empatia com o seu sofrimento. É uma história lenta que dá importância para os detalhes, já que o expectador se torna cúmplice daqueles 20 minutos da cena do parto que resultou em morte. Volta a pergunta: de quem é a culpa?

A trajetória de um casal apaixonado e bem resolvido que, depois de perder a filha, se perde é uma das partes marcantes da narrativa. Cada diálogo do filme é bem desenvolvido, sendo estes carregados de emoções e dores de um momento assustador. Existe traição, drogas e abandono, entre outras consequências do luto, demonstrando como cada um lida com a situação. O desenvolvimento das cenas, o enquadramento e as cenas silenciosas fazem a mágica de aproximar o expectador das personagens, o que resulta em uma constante angústia durante o filme.

Pieces Of a Woman é um filme maravilhoso e trágico que merece todo o reconhecimento que está tendo. A atriz soube expressar perfeitamente cada sentimento e sensação durante o filme, que está disponível na Netflix e, se você se sentir pronto, vale o seu tempo.

Autor: Júlia Maestri.

Foto: Pieces of a Woman/Reprodução.

Fonte: PUC-RS.