Mulheres são minorias nos cursos de exatas

METODISTA
Curso conta apenas com 41% da presença feminina, segundo o Inep.

Apesar da participação das mulheres ter aumentado nos últimos anos dentro das Universidades, a presença feminina no curso de exatas e engenharia é de apenas 41% e 29,3%, respectivamente, segundo a pesquisa divulgada pela Inep, em 2017. A desigualdade em relação ao número entre homens e mulheres nos cursos também afeta o mercado de trabalho e reflete o machismo que, segundo o Ibope, é o preconceito mais praticado no país.

O conteúdo é uma produção da redação multimídia da Metodista.