LEGO: A Exposição The Art of the Brick

LEGO: A Exposição The Art of the Brick

LEGO: A Exposição The Art of the Brick

Era sexta feira à noite, mas não tinha fila. Comprei meu ingresso na hora e entrei. A primeira sala LEGO: A Exposição The Art of the Brick é como uma sala de espera. Do lado esquerdo, puffs coloridos espalhados no carpete preto e uma barraquinha de comida e bebidas para quem se esqueceu de comer antes de sair de casa. Do direito, um mostruário com Brailles Bricks: Peças de Lego com as letras do alfabeto braille.

dsc_0309

O objetivo dos Brailles Bricks é ajudar na alfabetização de crianças cegas.  A Fundação Dorina Nowill para Cegos já usa o brinquedo como complemento aos livros de ensino:

Perto da entrada para a segunda sala há uma breve apresentação de Nathan, o criador, na parede. Nathan Sawaya é um americano narigudo e com cabelos ondulados, que largou seu emprego como advogado corporativo em Manhattan para se dedicar às esculturas de peças de lego desde 2002. O que começou como uma brincadeira para aliviar o stress do antigo emprego, tornou-se seu novo emprego. Reconhecido como um artista não-convencional da Pop Art e do Surrealismo, ganhou diversos prêmios, como o Unique Awards (2011).

Bancos largos e um grande Datashow formam a segunda sala, como um miniauditório. Alí, Nathan aparece em um vídeo curto para explicar sobre ele e a exposição. Nas próximas salas, dividido em temas, é onde tudo começa.

Há objetos do cotidiano, como maçã, lápis, televisão…

dsc_0324

Expressões humanas e formas do corpo humano…

dsc_0364

Esculturas subjetivas, que te fazem refletir…

dsc_0372

E até um Dinossauro T-Rex!

dsc_0441
O dinossauro tem 6 metros de comprimento e mais de 80 mil peças!

São 83 obras no total. Peças quadradas e linhas fixas e retas se transformam em curvas. As salas escuras com luzes douradas direcionadas a cada obra fazem com que as esculturas pareçam ainda mais incríveis. Elas brilham e saltam aos olhos. Enquanto tirava as fotos, fiquei me perguntando diversas vezes: Como esse cara conseguiu construir tudo isso com um brinquedo de criança?

Cada escultura não foi feita à toa. O artista explica suas ideias em placas-legendas que acompanham cada obra. Algumas possuem um tom “autoajuda”. A legenda “Cuidado com os ventos da vida, que gradualmente erodem nossa individualidade. Vamos permanecer fortes” é da obra Disintegration (Desintegração), por exemplo.

dsc_0396
Obra “Disintegration”

The Art of the Brick está rodando o mundo desde 2007 (Bélgica, Holanda, Irlanda, China, Israel, Singapura, França, África do Sul, Austrália, Suíça e Espanha) e vai ficar no Parque Ibirapuera até dia 30 deste mês.

A arte alimenta nossos pensamentos. Seja ela feita de argila, tinta, madeira, ou de um brinquedo moderno” Nathan Sawaya.

 

Local: Oca do Parque Ibirapuera
Data: Entre os dias 11 de agosto e 30 de outubro
Ingressos: R$20 a inteira e R$10 a meia*
Horários: Terças, Quartas, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos das 11:00 às 20:00.

*A quantidade de meia-entrada é limitada.

Fonte
Fonte (Braille Bricks)

Todas as fotos são de minha autoria.

Autora: Fernanda Campos

Fonte: Redação Virtual/Mackenzie