Importante é o que importa

importante é o que importa

A Bella é meu alicerce, não consigo me imaginar sem ela. Tudo que eu sou hoje é graças a ela” conta Michelli Oliveira, 27, estudante do quinto semestre de Jornalismo.

Segundo a mackenzista, o que a diferencia das outras pessoas é sua garra, afinal “não é todo mundo que é mãe, esposa, faz treze matérias e consegue passar sem DP.”

A futura jornalista descobriu que daria a luz a Isabella, quando estava na graduação. Na época, ela cursava Matemática e diz que a gravidez ocorreu em um momento bom, pois viu que sua verdadeira paixão era o Jornalismo.

Ela optou, entretanto, por iniciar o curso de Letras, pois para ser jornalista não há necessidade de diploma. No entanto, o estágio na área a fez mudar de ideia: “Desde pequena sempre gostei de ler, escrever. E Letras aqui (no Mackenzie) você consegue fazer Bacharel e Licenciatura ao mesmo tempo. Só que, quando comecei a estagiar eu odiei. Na verdade eu não odeio dar aulas, mas detesto adolescente. A minha vontade é seguir a vida acadêmica. Desisti do curso faltando um ano para eu me formar e fui para o Jornalismo.”

Aqui no Mackenzie, a estudante participa de dois coletivos, o Afromack e a Frente Feminista. Para ela, a inclusão nos grupos, além de ser importante na luta pelos direitos de diversos mackenzistas, a faz se sentir em casa. “Quando eu entrei no Afromack eu queria desistir de tudo, não aguentava mais e ia trancar. Conheci a galera do Afromack e foi o que me deu um ‘up’ na vida.”

Além de ser ativa nas questões sociais, a jovem possui uma relação de amizade com os seguranças e funcionários da universidade. “Eles são uns amores. Um dia que eu estava indo embora ano passado, um (segurança) que ficava no Centro de Comunicação e Letras (CCL) gritou ‘Michelli não posso ir embora sem desejar Feliz Dia Das Mães para você’ “. Ele foi o único no Mackenzie inteiro que lembrou da data.”

Fora da faculdade, Michelli gosta de ler, assistir a filmes com seu marido que cursa Cinema, passear pela Avenida Paulista e brincar com sua melhor amiga: sua filha.

Apesar de não passar tanto tempo quanto gostaria com Isabella, por conta dos estudos, a mackenzista reconhece a importância do que faz por ela. “Eu não tenho muito tempo com ela, porque eu optei por estudar, mas é para dar um futuro melhor a ela. Para mim, ‘importante é o que importa’. Porque muitas vezes a gente foca em milhares de coisas menos no que é importante. No caso, estudar, ninguém gosta de estudar, mas é o importante, então vai importar no futuro. É uma frase que eu levo há muito tempo na minha vida.”

Texto: Beatriz Lia Santiago

Fonte: Mackenzie