Dia do torcedor corinthiano

Dia do torcedor corinthiano

Dia 23 de abril é uma data especial para a maior torcida do estado de São Paulo. O torcedor corinthiano pode comemorar porque esse é o seu dia. A fiel torcida pode se orgulhar, afinal, o Corinthians não é um time que tem uma torcida, o Corinthians é uma torcida que tem um time!

E nada mais justo do que relembrar alguns dos maiores feitos do bando de loucos.

É lei.

Mas, antes, vale dizer que esse dia ficou marcado oficialmente para os torcedores alvinegros através do projeto de Lei nº 14.399, de autoria do vereador Antônio Goulart. Além disso, a data está inserida no calendário oficial de eventos da cidade de São Paulo.

Feitos do torcedor corinthiano.

Que o torcedor corinthiano é um dos mais apaixonados do mundo, isso ninguém duvida. Mas o que será que esses torcedores tanto fazem para ganhar a fama de bando de loucos?

Invasão corinthiana no Maracanã, em 1976.

Um bom jeito de começar a entender é voltando mais de 40 anos no tempo. Mais especificamente no dia 5 de dezembro de 1976. Esse dia é conhecido como um dos maiores deslocamentos de torcida da história. Mais de 1000 ônibus saíram da cidade de São Paulo para fazer história na chamada “Invasão do Maracanã”. A partida, válida pela semifinal do campeonato brasileiro contou com mais de 70 mil corinthianos nas arquibancadas. E o esforço dos torcedores valeu a pena: O time venceu o Fluminense por 2×0 e se classificou para a final.

  • Tudo que você precisa saber sobre o Bom Senso F.C

Outro grande feitos ocorreu alguns anos depois: A democracia corinthiana. Liderados por ídolos do time, como Sócrates e  Casagrande, o movimento ficou conhecido como o maior movimento ideológico da história do futebol nacional. O clube foi ousado, em plena ditadura militar, estampar em sua camisa dizeres como “Diretas, já!” e “Eu quero votar para presidente”.

Pra encerar, vamos relembrar um feito que está fresco na memória do torcedor. Em dezembro de 2012 o Japão viu mais de 31 mil torcedor chegarem aos país para acompanhar  mundial de clubes. O estádio de Toyota virou Pacaembu, quando guerreiro, de cabeça, pintou o mundo de preto e branco. Mostrou para todos a alegria e a loucura que é ser torcedor corinthiano. Aos torcedores mackenzistas, nossos parabéns.

Texto: Kaue Felix

Fonte: Mackenzie