Brasil e Argentina: TOP 10 Músicas que Viraram Cantos nas Arquibancadas

USP

Como diz o ditado, “torcida ganha jogo”. No futebol, ao redor do mundo, elas criam inúmeros gritos para demonstrar sua paixão e incentivar seus times durante as partidas. Além disso, muitos cantos surgem a partir de músicas já consagradas, tendo apenas a letra modificada. Nos estádios do Brasil e de nossos hermanos não é diferente.

Considerando o comportamento passional das torcidas sul-americanas durante os jogos, o Arquibancada fez uma seleção das melhores músicas adaptadas por clubes dessas duas potências futebolísticas.

Pelados em Santos (Flamengo e Internacional)

Temos aqui uma polêmica. A música dos Mamonas Assassinas ‘’Pelados em Santos’’ é um clássico dos estádios brasileiros, sendo mais famosa por essas duas versões. Torcedores de ambos os clubes reivindicam para seu time a adaptação original. Ninguém sabe quem, de fato, foi o criador. O que se sabe, porém, é que as arquibancadas brasileiras ganharam dois hinos, que arrepiam até os torcedores de outros times.

Mengo!

Estou sempre contigo

Somos uma nação

Não importa onde esteja

Sempre estarei contigo

Com meu manto sagrado

Minha bandeira na mão

O Maraca é nosso

Vai começar a festa!

Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe, eô (3x)

Mengão do meu coração

Inter!

Estaremos contigo

Tu és minha paixão

Não importa o que digam

Sempre levarei comigo

Minha camisa vermelha

E a cachaça na mão

O Gigante me espera

Para começar a festa !

Xalaialaiaaa (3x)

Você me deixa doidão

Can’t Take My Eyes Off You (Flamengo)

Com certeza um dos cantos mais icônicos das arquibancadas tupiniquins. A versão do clássico de Frankie Valli pela torcida do Flamengo está na ponta da língua de qualquer torcedor brasileiro. Sorte da nação rubro-negra, que faz o Maraca pulsar cantando o refrão desse ícone da música mundial.

Vamos, Flamengo

Vamos ser campeões

Vamos, Flamengo

Minha maior paixão

Vamos, Flamengo

E essa taça vamos conquistar!

Não Quero Dinheiro (Corinthians)

“A semana inteira fiquei esperando pra te ver Corinthians, pra te ver jogando”. Trocando ‘Corinthians’ por qualquer outro clube, todo fanático poderia cantar esse grito com muita emoção e vontade. O alvinegro paulistano adaptou bem o clássico de Tim Maia e traduziu um sentimento muito presente nos corações dos torcedores. A letra, no entanto, não se resume a isso, tornando-o particular e um dos gritos mais populares dos Gaviões da Fiel.

Vou cantar pro Timão ganhar

Vou cantar pro Timão ganhar

Eu te amo, Coringão

Eu te quero bem

Vou cantar pro Timão ganhar

Vou cantar pro Timão ganhar

Eu te amo

Eu te adoro

Meu amor

A semana inteira, fiquei esperando,

Pra te ver Corinthians, pra te ver jogando.

Quando a gente ama

Não mede esforço, pra te ver jogar

Te ver jogar, te ver jogar!

Não é brincadeira

Vou vestir meu manto

Manto alvinegro

Tem que ter respeito

Amor à camisa

Vou com o Corinthians

Em qualquer lugar

Bailando (San Lorenzo)

As torcidas argentinas têm a fama de serem as mais apaixonadas do planeta. E é evidente que não ficariam de fora dessa lista. O San Lorenzo é conhecido por readaptar músicas em espanhol. Dessa vez foi o sucesso ‘’Bailando’’ de Enrique Iglesias.

San Lorenzo te llevamos en el corazón

No hay locura mas hermosa que ser del ciclón

Lo que siento no se puede explicar con palabras

Solo el sentimiento de alentarte hasta el cajón.

Bancando, cantando

Si sabes que siempre vamo’ a estar como todos los años

Alentando, descontrolado

Si juramos amarte, seguirte y morir a tu lado.

Si no estoy contigo, Ciclón no vivo

Voy a la cancha tomando vino

Quiero la copa, la hinchada esta loca.

Despacito (San Lorenzo e Grêmio)

Se 2017 tem uma música, ela, com certeza, é Despacito. Sucesso mundial e topo de diversas paradas, um dos reggaetons mais vistos na história do Youtube não ficou de fora nos estádios. O San Lorenzo, obviamente, criou sua versão. O Grêmio, por sua vez, um pouco depois, fez o mesmo nas arquibancadas brasileiras. Mas, aparentemente, o ‘Despacito Tricolor’ acabou sendo mais uma tradução da versão do clube argentino, com apenas algumas modificações, do que uma criação original.

                         Yo, llevo una vida a tu lado siguiéndote                            

Desde que nací junto al ciclon

Se, que no hay distancia que nos pueda separar

Vayas donde vayas voy con vos

Ciclon, vos sos mi locura no puedo parar

Y cada domingo me enamoro mas

Por estos colores doy la vida entera

Oh, vamos san lorenzo vamos a ganar

Este año la vuelta queremos dar

Para que boedo vuelva a estar de fiesta

San lorenzo es inexplicable todo lo que siento

Estaré contigo en todo momento

Porque a la azulgrana yo la llevo adentro

Pongan huevo y vayan al frente para ser primero

Esta es la gloriosa banda de boedo

Es la que escuchan en el mundo entero

Eu, deixo minha vida de lado só pra te ver

Desde que nasci sou tricolor

E, não a distância que possa nos separar

Sempre aonde vá contigo estou

Grêmio, é minha loucura não posso parar

E a cada domingo eu te quero mais

Pelas tuas cores deixo a vida inteira

Oh, vamos vamos Grêmio, vamos a ganhar

Esse ano a volta queremos dar

Para que a Arena volte a ver a festa

Dá-lhe Grêmio, é inexplicável esse sentimento

Estarei contigo em todo momento

E o que nós queremos é ser campeão!

Dá-lhe Grêmio, vamos conquistar de novo o mundo inteiro

Essa é a banda louca da geral do Grêmio

E esse ano nós iremos pro Japão!

Ilariê (Boca Juniors)

O Boca Juniors se inspirou no clássico da Xuxa para criar uma de suas músicas. Como tal evento ocorreu é um mistério, mas o importante é que a música ficou muito legal e por isso veio parar nessa lista.

Es la hora, es la hora,

Es la hora de ganar,

por el abuelo, los xeneizes,

que tenemos que ganar..!

Y dale, dale, bo, ô ô ô!

Y dale, dale, bo, ô ô ô!

Y dale, dale, dale, bo, ô ô ô!

Este show es para Boca

y los saluda con amor!

Anna Julia (Vasco da Gama)

Los Hermanos foi um sucesso em meados do anos 90, começo dos 2000. Seu principal hit foi ‘’Anna Júlia’’, que fugia muito do estilo da banda. No entanto, a música estourou tanto que virou quase sinônimo do grupo para o público em geral. E é óbvio que virou música de estádio. Até hoje, São Januário pula e pulsa ao som de ‘“Vasco da Gamaaaa (Refrão)’’.

Sempre ao teu lado até o fim

Minha vida é você

E a torcida do vascão

Sempre tão linda

Nós viemos para te apoiar

Juntos vamos ganhar

Na alegria e na dor

O sentimento não pára

Pois todo vascaíno

Tem amor infinito

Cantarei de coração

Vasco da gama

Vasco da gama

Anunciação (Fluminense)

A linda música de Alceu Valença também tem espaço nos estádios. Canto que ficou marcado, principalmente, no ano de 2008, quando o Fluminense disputou a final da Libertadores. Outros times, mais tarde, também criaram suas versões, porém a do Flu permanece como  a mais marcante.

Eu vou cantar essa paixão

Que vem de dentro!

Um sentimento verde, branco e grená!

Camisa tricolor e a bandeira ao vento!

Meu fluminense eu vim aqui pra te apoiar!

Olê, olê, meu tricolor, meu tricolor, amo você!

Seven Nation Army (São Paulo)

A música do The White Stripes não é novidade nos eventos esportivos. A torcida do Miami Heat, da NBA, popularizou-a no esporte, ao cantar seu ritmo para incentivar a equipe. O mesmo ocorre com o Bayern de Munique. No Brasil, entretanto, foi adicionada a ela uma letra. Alguns clubes fizeram essa adaptação, mas foi na voz da torcida do tricolor paulista que ela ganhou maior fama.

Sou sou tricolor

Sou sou tricolor

Tenho libertadores

Nao alugo estádio

Sou hexa brasileiro

Nunca foi rebaixado

Sou sou tricolor

Sou sou tricolor

O Descobridor dos Sete Mares (Palmeiras)

O “síndico do Brasil” está novamente presente na boca de um clube paulistano: dessa vez do alviverde. Apesar da música ter sido composta por Lulu Santos, foi pela voz de Tim Maia que se popularizou. “O Descobridor dos Sete Mares” deu lugar a “Vai Sacudir Essa Cidade” em 2010 e, desde então, é cantada ocasionalmente pelos palestrinos.

Era tudo o que eu queria

Só alegria é dia de futebol

Vamos palmeiras, vai pra cima

Nossa torcida nunca para de cantar

Eu te amarei por toda a vida

Óh, meu palmeiras nunca pare de lutar

Vestindo o manto verde e branco

Que festa linda o show vai começar

Vamos verdão!

Com muita raça e com vontade… Faz vibrar meu coração!

(Vai sacudir)

Vai sacudir essa cidade… Meu palestra campeão! (2x)

BÔNUS: Sambas-enredo

As torcidas organizadas, que, normalmente, criam os cantos dos estádios, são muito ligadas ao carnaval, sendo algumas delas escolas de samba também. Assim, não é incomum que grandes sambas-enredo ganhem paródias nos estádios. Alguns estão presentes em diversos clubes. O Arquibancada separou duas.

“Festa para um Rei Negro” – Samba do Salgueiro, escola campeã em 1971

O trecho que ganhou popularidade com Romário, ‘’o lê lê, o lá lá, o Romário vem aí e o bicho vai pegar’’, veio na verdade de um conhecido samba-enredo do Salgueiro, “Festa para um Rei Negro”. “O lê lê, o lá lá, pega no ganzê, pega no ganzá’’, no original.  Nos últimos anos, torcidas organizadas e jogadores como Ganso e Borja foram homenageados com esse canto.

Peguei um Ita no Norte” – Samba do Salgueiro, agremiação campeã em 1993

‘’Explode coração na maior felicidade, é lindo meu… contagiando e sacudindo essa cidade’’ O samba-enredo, também do Salgueiro, de 1993, foi outro a tomar os estádios brasileiros por diversas torcidas. Flamengo, Fluminense e Atlético-PR são alguns dos times que são homenageados por seus torcedores nas adaptações desse clássico carnavalesco.

Texto: André Romani e Beatriz Gatti

Fonte: Jornalismo Júnior/USP