Biblioteca móvel chega ao Grande ABC

O BiblioSesc existe há cinco anos e tem como objetivo incentivar a leitura entre adultos e crianças
Biblioteca móvel chega ao Grande ABC
Os livros ficam dentro de um caminhão que passa por diversos lugares públicos do ABC – Foto: Arquivo/RRO

O programa BiblioSesc, criado pelo Departamento Nacional do Sesc, está em São Caetano neste segundo semestre de 2018. O projeto foi criado para ampliar o acesso a livros e incentivar a leitura entre adultos e crianças.

A iniciativa compreende uma biblioteca móvel num caminhão, que se desloca por várias cidades e disponibiliza gratuitamente à população empréstimos de livros e revistas, jornais e outras atividades culturais. São aproximadamente 3.500 obras disponíveis. Entre elas clássicos da literatura, aventuras, ficções e algumas histórias reais. São 56 acervos do Sesc espalhados pelo país e nesse semestre um desses caminhões circula entre as cidades de São Caetano e Mauá.

O bibliotecário André Carlos da Silva conta que o projeto não foi criado pensando apenas em crianças, mas, em virtude de parcerias com diferentes escolas, o grupo infantil acaba se entretendo mais. “Como nas contações de histórias, a infraestrutura é mínima. Procuramos vincular para o público local, com alguma escola parceira, ou com o ponto de apoio local que pode ser uma UBS, um centro de criança e adolescente. Essas programações normalmente são voltadas mais para as crianças”. Mas, as atividades também são oferecidas a outros perfis de público que participam do evento. “Existem as contações artísticas literárias, que envolvem muitas vezes poesias. Nesse caso, o público é mais adulto”, explica.

A arte educadora, Milena Gomes, 25, soube do BiblioSesc antes de começar a ser estagiária de artes visuais no Sesc São Caetano. Milena acompanhava o trabalho deles por meio do Facebook e foi lá que descobriu sobre o projeto. “Eu moro muito perto de lá. Aí eu fui acompanhar um dia o evento e amei”. A educadora já foi quatro vezes no BiblioSesc e explica a relevância para a comunidade local. “É importante porque é cultura, conhecimento e troca de informação. Quem vai tem uma percepção bem legal quando tem esse contato com livro gratuito, você pode ficar lá à vontade. Eu lembro que eles até colocaram uns bancos em volta, mas tinha gente na praça sentado no chão, embaixo da árvore, foi bem legal”, conta.

Quem também se surpreendeu com a visita foi a professora e pesquisadora, Simone Ayres, 45, que incentivou a filha a ir. “Eu participei e peguei alguns livros. Adorei, porque acho que é um incentivo à leitura”. Simone participa do clube de corrida do Sesc e acredita que o evento é uma maneira de ampliar conhecimentos por meio das histórias.

 Para quem quiser se cadastrar e retirar os livros – limite de dois por pessoa – é necessário apresentar RG e comprovante de residência. Menores de 12 anos precisam da autorização dos pais. O BiblioSesc retorna à região após 15 dias para realizar devoluções e novos empréstimos. A biblioteca móvel continuará circulando pelo Grande ABC no próximo mês. Quem quiser participar é só conferir os locais, datas e horários no site www.sescsp.org.br.

 *Esta reportagem foi produzida por estagiários da Redação Multimídia da Universidade Metodista de São Paulo

Autora: Giulia Marini

Fonte: Rudge Ramos Online/Metodista